segunda-feira, 11 de fevereiro de 2008

O que eu quero?

O que eu quero?

Quero poder sonhar de olhos abertos, me enternecer diante do pôr-do-sol, criar poesia com as palavras e, sobretudo, amar.

Quero poder olhar dentro dos olhos e descobrir esse universo de coisas infinitas que as pessoas escondem, quero um abraço na noite fria e um sorriso limpo quando eu anoitecer.

Quero estrelas sobre a minha cabeça com todos os guizos e lembranças de quem deixou-as pra mim como recordação.

Quero conhecer almas nobres, corações errantes mas sinceros, quero ter alma-coração assim.

Quero acordar todos os dias e sentir meus pés, minhas mãos e, sobretudo, minhas asas.

Amanhã eu não quero presentes. Quero só um renovo.

E, sobretudo, o amor.


Agradeço à Jaya pelo novo selo:



E à Andréia pelos selos:

Repasso os três selos para:

Clara do blog A Clara Menina Clara

Rafael do blog Mia Geodésica

Juliana Caribé do blog Quintal de Cores

Ziggy do blog Pesar de Alma

Obrigado pelos selos e parabéns a todos!



8 comentários:

Juliana Caribé disse...

Oba!! Mais selinhos!!! Obrigada, meu lindo!

Sabe o que eu quero? Que essa dor que doi no meu peito passe logo e que eu volte a sorrir estrelas e flores...

Beijinhos.

Juliana Caribé disse...

Amanha coloco la, ta?
Beijos.

Mr. Ziggy disse...

Caraaaaca, Lipão! Hahaha! Pô, amei! Valeu demais pelos selos e saiba que esse teu texto é mais um motivo pra você ser alguém que admiro e amo muito. És precioso aos olhos do Pai e sua luz fica nítida nos teus textos. Me orgulho de vc, meu amigo. Abraço apertado,
Zy

Bárbara Matias disse...

A cada texto novo percebo sua sensibilidade... sua visão detalhista e apurada que descreve sentimentos de uma forma tão real, tão real, que só resta a nós leitores nos enxergar dentro dessas deliciosas palavras...

muito obrigada pelo seu texto....

Desejo mto mais que feliz aniversário.. desejo o renovo, o amor.... e grandes asas!
Com meu carinho....

Priscila Petrarca disse...

Lindo texto, como sempre! beijão!

Ni disse...

Moço Filipe!
Relendo os comentários queridos do meu blog, te encontrei de novo e me dei conta de que (pasmem!) nunca li Rubem Alves. Dica anotada e mais uma vez, fiquei feliz por teres gostado das minhas palavritas. :)

Já as tuas, aqui, puxa. Me fizeram pensar que nós estamos sempre pedindo algo, não é? Mas teus pedidos foram tão poesia! Todos leves, sem todo o materialismo a que nós todos estamos tão acostumados...
Que venham todas as coisas que tu desejares. E mais: que essas coisicas tragam sorrisos e te façam feliz.
Uma beijoca!

Madame Guarda-Chuva disse...

Eii moço
muito bom seu blo.
TEXTO MARAVILHOSO E MUITO BEM ESCRITO.
Linkarei vc tbm...
Beijo.

Rosana Steimbach disse...

hummmmm...

sim, é sobretudo o amor!

gosti daqui. e quem não se sabe pergunta pra Deus né?
rs bjão!

continue...