quarta-feira, 30 de janeiro de 2008

O que vou ensinar para os meus filhos (de A a Z)


A – andorinha: pássaro pequeno porque se escreve no diminutivo. A andorinha é proibida de ser grande.

B – bisturi: instrumento criado por Hitler para fazer as pessoas sofrerem.

C – camisola: vestidinho de dormir. Vem sempre acompanhada de um copo d´água e um urinol.

caráter: algo que muitos políticos brasileiros não têm.

D – despertador: tenho vontade de quebrar o meu quando ele toca ás seis da manhã.

E – emagrecer: é o verbo mais pronunciado pelas mulheres depois dos trinta.

F – fósforo: até hoje não entendi como um palito pega fogo só de esfregá-lo na caixinha.

I – indecente: palavra muito usada pelo meu avô quando vê minhas primas de camiseta.

J – jiló: odeio jiló.

L – linda: a Evangeline Lilly é linda.

M – monstro: toda criatura que mora dentro do guarda-roupa e/ou dentro da gente.

N – nada: é tudo o que eu faço nas férias.

O – oftalmologista: médico que muitas pessoas insistem em chamar de oculista.

P – pelada: gíria usada para jogos de futebol entre amigos. Eles jogam de roupa.

V – vacina: deviam inventar vacina em forma de comprimido. Aquelas agulhas machucam muito!

Y – não conheço nenhuma palavra com essa letra.

Z – zebra: animal preto e branco em plena era da TV digital.

5 comentários:

Juliana Caribé disse...

Adorei o texto bem humorado! (a da zebra foi ótima! Mesmo!)
Acho que vou tomar emprestadas algumas dessas lições e ensinar ao meu filho (ou filha, quem sabe?) também.

Beijinhos.

Priscila Petrarca disse...

adorei o texto, muitissimo engraçado!
adorei o o blog, o jeito como você escreve! te favoritei,certo?
beijão :*

Hélder, o míope disse...

hehehehe

a da zebra foi ótima [2]

e todoas outras! cômico!
hehehehe

que o bom humor prevaleça!
vou te linkar, ok?


abç.

Heber disse...

a zebra é uma zebra mesmo!

Luis Fernando disse...

hauhauhaua! o que dizer? excelente! maravilhoso! sua brincadeira com as palavras foi fantásica! cara, tá de parabéns. seu bom humor é contagiante, me deu vontade de escrever também! abraço!