sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Um brinde às ex-namoradas


- Um brinde às nossas ex-namoradas.


- Saúde!


- A elas que negaram todas as nossas qualidades e entupiram de defeitos a lista do nosso perfil.


- Do nosso perfil!


- A elas que nos chamaram de mulherzinha porque gostávamos de poesia e escrevíamos coisas bonitas que elas nunca entendiam e nem nunca vão entender.


- Jamais.


- A elas que não respeitaram nossa vontade de uma tarde preto-e-branco num abraço apertado com a solidão, assistindo filmes trágicos. Depois passando a noite em claro lendo um romance e pensando: eu poderia ter escrito isso.


- A elas que nunca entenderam a diferença de gostar e amar e saíam dizendo a torto e a direito que amavam loucamente, enquanto nós esperávamos o tempo certo pra falar de amor. Mas elas chamaram isso de pouco caso.


- A elas que morreram de ciúmes das nossas amigas, por mais feias que fossem. Que acreditaram sermos capazes de trair – o que podia até passar pela nossa cabeça, mas nunca se manifestaria em atos. Que não entendiam as notícias dos jornais e sempre quiseram ser mais ricas do que inteligentes.


- Burras!


- A elas que nos trocaram por outro em três semanas e fizeram questão de um desfile em público, colocando no orkut que já amavam e que era eterno.


- Coitadas.


- E que ao terminar o romance conosco, fizeram pose de bozinhas, mas cutucaram todas as feridas, cruelmente. Disseram que iriam sentir falta, choraram, mas também maltrataram.


- Depois foram embora e sumiram sem deixar rastro nenhum.


- Assim começamos a perceber o quanto termos distanciado delas só nos havia feito bem. As poesias voltaram a ter a atenção que mereciam e as tarde de filmes não ficaram mais comprometidas.


- Sem elas, tivemos de volta qualquer tipo de paz que nos permitiu sorrir.


- Ah, a paz. Welcome!


- E nos abriram as portas pra encontrarmos aquela. Aquela namorada que sempre viveu imersa em nossas poesias, mas não fora encontrada a tempo. Aquela que veio nos permitir sermos quem conseguimos.


- E amarmos.


- Juntos.


- Um brinde!


16 comentários:

Hélder disse...

- A elas que terminam dizendo que todo homem não presta, sendo que as mesmas não ficam atrás!

- Um brinde!

(Abç!)

'amanda lima disse...

Teus textos e teu modo singelo de escrita me encantam.

Pois um beijo.

Sarai disse...

um brinde!!!!!!![porque tem homens que também fazem isso,tá?]
É você que escreve naquele blog das,carta..menino,eu não sabia
tão lindo aquele blog..^^
;*

Wonderland disse...

Adorei seu texto, adorei mesmo !
quero ver mais, volto sempre.
beijos :*

Nena disse...

lindo, amei...
e sinceramente, acho que isso vale para alguns homens tambem, não tudo, obviamente, mas algumas partes!
voce escreve belissimamente bem!

Sofia A. disse...

dessa vez um texto mais leve, bem sincero, gostoso de ler.
Um beeijo!

Juliana Porto disse...

Tin-tin!

Coisa linda de ler.

=*

Flá. disse...

Um brinde a sofrer por um ex-amor para encontrar um novo e mais perfeito!

Saúde!

Renata Bittes disse...

Relacionamentos que acabam sempre deixam esses resquícios. Resquícios de lembranças, sendo boas ou ruins.

bjs

Letícia disse...

Um brinde. Mas nem todas são assim. Ainda há salvação. E triste daquelas e daqueles que mostram falsa felicidade no orkut.

Gostei. Muito.

«Line» disse...

Tim tim!

Tive ex assim e agora encontrei a paz que nemm eu mesma sabia q existia!

Poesia e aprendizado. Brindemos!

p.S.: ouvi falar do teu blog e vim conferir, gostei viu? =)

Maria disse...

Tim tim! Para vocês... eu ainda espero o que está vivendo imerso em minha poesia...

Saúde e arte! Um brinde.

^^

a clara menina Clara disse...

hahahaha
um brinde!

Anna disse...

tim tim!
beijos

May. disse...

me encanta saber que existem homens assim.. imersos em versos...
(*

Gabi Pasquale disse...

Estou encantada pelos seus textos, e feliz por saber que ainda existem rapazes dignos e belos. Bobas essas ex-namoradas que um dia fizeram coisas horríveis com você.